• Cadu Cinelli

madrugo no sonho do mundo


desejo solitário de dançar contigo meu avô. busco escutar as pulsações e os rios de sangue que me percorrem, que me levam até você. me chamo agora para nosso encontro de joão. para poder ser joão bisneto. fala do teu pai, do joão pai. eu canto sobre o meu, o teu filho o joão neto. imagino a tua voz grave e rouca e os olhos de quem viu toda uma vida ir se nas águas das chuvas de verão.seus olhos ainda choram atônitos em mim. vô deixa eu te fazer ninar. descansa no meu colo. deixa eu te embalar?

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo